Blazer nosso de cada dia

Crédito: Christian Vierig/Getty Images

De origem monárquica, o blazer surgiu no ano de 1837, no Reino Unido, quando um almirante, sabendo que a Rainha Vitória faria uma visita surpresa à Fragata da Marinha Real, mandou fazer paletós em sarja azul marinho com botões de latão. Como peça originária do guarda-roupa masculino, o blazer surgiu como uniforme feminino lá nos anos 30 pelas mãos de Coco Chanel. 

Crédito: Gazeta do Povo

Após Mademoiselle Chanel, o blazer se tornou peça-chave em qualquer closet e sua evolução nos trouxe aos modelos atuais, que se reinventam a cada estação. Ao ser usado aberto, a peça alonga o corpo e os modelos de comprimento maior conferem modernidade ao estilo. Vale usar a peça com saia ou vestido, calça de tecido diferente ou na famosa versão “conjunto”, estilo terninho. Poucas peças são tão versáteis como um blazer. O casaco é um item sem gênero e que é capaz de elevar qualquer produção além de dar um toque de sofisticação até para aquele look despojado, mas arrumado.

Deixe uma resposta

Você precisa fazer login para publicar um comentário.